Projeto “Robótica pela Vida” em desenvolvimento no Labtel IFF

As oficinas educativas do “Robótica pela Vida” já começaram. Desde o dia 14 de maio, profissionais envolvidos no projeto têm estado presentes no Laboratório de Telessaúde do IFF/Fiocruz para iniciar os conhecimentos sobre robótica e suas aplicações. Os pacientes do instituto também terão a oportunidade de aprender sobre o assunto, através da interação com experimentos tecnológicos criados a partir dessas oficinas.

Labizinho, nome escolhido para o robô do projeto

Haverá um robô humanoide (foto) que as crianças e adolescentes poderão controlar remotamente, programando seus movimentos e reações. Esses comandos serão assistidos na íntegra, por meio de webcam, sendo executados, além de ser possível também acompanhar outros comandos programados por terceiros. Com essa prática, pretende-se compartilhar com essas crianças e adolescentes noções de robótica, recursos de IoT e outras tecnologias conectadas, para que possam, futuramente, desenvolver seus próprios experimentos remotos.

Internet das Coisas e crianças

A IoT (Internet of Things, ou Internet das Coisas em português) é um conceito tecnológico que consiste em integrar sistemas inteligentes a necessidades individuais. Basicamente, facilita processos em diversas áreas, tendo utilidade tanto para fins profissionais quanto sociais e pessoais.

Quando se trata de IoT aplicada às crianças, acredita-se que haja um aumento da criatividade e aprendizado, uma vez que esse conceito está cada vez mais presente em brinquedos recém-lançados. Ou seja: quando a criança interage com tal brinquedo tecnológico, ao mesmo tempo que se diverte, também é capaz de desenvolver competências e autonomia.

Projeto de combate à mortalidade materna em debate no HFB

Reunião aconteceu no auditório da Maternidade do Hospital Federal de Bonsucesso

A equipe do Laboratório de Telessaúde do IFF/Fiocruz falou sobre o projeto “Zero Mothers Die” durante a reunião da Câmara Técnica de Atenção Materna e Perinatal do Departamento de Gestão Hospitalar. O evento ocorreu no dia 22 de maio, no Hospital Federal de Bonsucesso (RJ), e teve como tema “Zero Morte Materna”.

O “Zero Mothers Die” é uma iniciativa global de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Tem como objetivo contribuir com a diminuição da mortalidade materna, utilizando-se de uma aplicação móvel que disponibiliza informações importantes sobre gravidez saudável e cuidados de recém-nascidos.

De acordo com dados da Rede Interagencial de Informações para a Saúde – RIPSA, a morte materna ocorre quando uma mulher morre por causas relacionadas ou agravadas pela gravidez, ou por medidas em relação a ela, no período de gestação ou até 42 dias após seu término.

Dia Mundial de Doação de Leite Humano

No próximo sábado (19/5) comemora-se o Dia Mundial de Doação de Leite Humano. A data, estabelecida pela Rede Global de Bancos de Leite Humano (rBLH), tem como característica principal incentivar a doação de leite materno.

Aproveitando este dia, a Fiocruz e a rBLH realizarão o “Mamaço Nacional” em 14 shopping centers espalhados pelo país, às 15h. O evento pretende promover a amamentação coletiva, para conscientizar a população da importância do aleitamento materno e doação de leite humano.

Confira neste link o que é preciso para ser uma doadora.

Quer saber mais informações sobre o “mamaço” e os locais onde ocorrerão a ação? Clique aqui.

 

SITE DA RBLH-BR

Anais do 8º CBTms (2017) são disponibilizados

Créditos: Telessaúde UERJ

Já encontram-se disponíveis os anais do 8º Congresso Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde (CBTms).

Ocorrido em novembro de 2017, em Gramado (RS), com o tema “Telessaúde Transformando Realidades: Tendências e Impactos”, o evento contou com mais de 250 trabalhos em apresentações orais e de pôsteres, além de 130 palestrantes em 70 painéis.

Você pode acessar aqui para fazer o download do documento.

Saúde Indígena em debate no Laboratório de Telessaúde do IFF

Angélica Baptista (na frente) e Ianê Germano (ao fundo)

Realizou-se no dia 02 de maio (quarta-feira), no Laboratório de Telessaúde do Instituto Fernandes Figueira/FIOCRUZ, o SIG Saúde Indígena, da Rede Universitária de Telemedicina (RUTE). O evento, apresentado por Angélica Silva (IFF/FIOCRUZ), teve como tema o projeto “Grupo de Interesse Especial Tel@ Amazônia: Avaliação da Telessaúde para Segurança Alimentar e Nutricional de mães e bebês da floresta”.

O SIG (do inglês Special Interest Groups, ou Grupos de Interesse Especiais) em questão foi criado para promover, por videoconferência, a troca de conhecimentos técnico-científicos entre os profissionais de saúde participantes, para contribuir na estruturação do Subsistema de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas.

Veja mais informações sobre esse e outros SIGs no site da RUTE.

Telessaúde apoia produção audiovisual do Portal de Boas Práticas do IFF

O Laboratório de Telessaúde do Instituto Fernandes Figueira (IFF/FIOCRUZ) colaborou com a produção de vídeos informativos para o Eixo Atenção às Mulheres, do Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente. Na ocasião, a equipe de audiovisual do setor ficou responsável pela montagem dos equipamentos, detalhes técnicos (captação de áudio, enquadramentos, iluminação), execução das filmagens e pós-produção, além de auxiliar na cenografia. As gravações ocorreram em fevereiro, no IFF.

O Portal de Boas Práticas é uma iniciativa do IFF, integrada por diferentes instituições de ensino e pesquisa do Brasil. Tem como objetivo compartilhar conhecimentos sobre as áreas da saúde da mulher, da criança e do adolescente, e estimular a discussão de temas importantes para melhorar a prática clínica nessas áreas.

Acesse e saiba mais.

Workshop IEEE sobre soluções TIC para eSaúde (ICTS4eHealth) – terceira edição

Acontecerá em Natal (RN), Brasil, a terceira edição do Workshop IEEE sobre Soluções TIC para eSaúde (ICTS4eHealth), durante o vigésimo terceiro Simpósio IEEE sobre Computadores e Comunicações (ISCC 2018), que será entre 25 e 28 de junho de 2018.

O ICTS4eHealth 2018 abordará as soluções TIC para eSaúde, especialmente baseando-se em Computação em Nuvem, Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Computacional. Reunirá pesquisadores da Academia, indústria, governo e centros médicos, para apresentar o que é a última palavra em tecnologia na área emergente de uso de sistemas na nuvem em infraestrutura e aplicações de saúde conectadas, e também o uso da IoT e Inteligência Computacional técnica na área de eSaúde.

O prazo para submissão de trabalhos vai até 02 de abril de 2018. Encontre mais informações nas páginas do ICTS4eHealth e do ISCC.

Projeto sobre tradução e adaptação de aplicativo para mães e gestantes será apresentado na Conferência Internacional de Telemedicina e eSaúde este mês

O projeto “Zerando a mortalidade materna: construção de bases para a e-paciente gestante do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira”, do Laboratório de Telessaúde do Instituto Fernandes Figueira/FIOCRUZ, estará presente na 23ª edição da Conferência Internacional de Telemedicina e eSaúde, da Sociedade Internacional de Telemedicina e eSaúde (ISfTeH), entre 15 e 17 de março.

Consiste em uma pesquisa que pretende, com a participação de um comitê de especialistas, traduzir e adaptar o aplicativo móvel “Zero Mothers Die” para a língua portuguesa (BR); além de ouvir as mães e gestantes usuárias desse aplicativo para saber qual a funcionalidade da ferramenta em suas vidas diárias.

O evento que dará espaço ao projeto será a bordo de um cruzeiro que navegará pelo Mar Báltico de Helsinque (Finlândia) até Estocolmo (Suécia). Haverá a oportunidade dos participantes da conferência, ao desembarcar, conhecerem empresas e organizações que trabalham com Telessaúde e Telemedicina.

Confira a programação.

Projeto de combate à violência contra gays no Brasil será apresentado na Conferência Internacional de Telemedicina e eSaúde este mês

O projeto “IoT e violência contra pessoas gays no Brasil: tempo de ação” estará na 23ª edição da Conferência Internacional de Telemedicina e eSaúde, da Sociedade Internacional de Telemedicina e eSaúde (ISfTeH), que acontecerá entre 15 e 17 de março, a bordo de um cruzeiro que navegará pelo Mar Báltico de Helsinque (Finlândia) até Estocolmo (Suécia).

É o resultado da pesquisa nacional “Divas” com a FIOCRUZ, a Universidade Johns Hopkins e o Departamento Brasileiro de Vigilância, Prevenção e Controle de DSTs, HIV/AIDS e Hepatite Viral, com apoio financeiro da UNESCO. O objetivo é combater a transfobia e a violência à população LGBTI em geral com atividades de Telessaúde no Brasil, utilizando a estratégia de intervenção através de ferramentas digitais de saúde, para que a população LGBTI saiba de informações mais detalhadas sobre o assunto, além de denunciar, registrar, confrontar e evitar diversas formas de violência que esse público pode sofrer.

Além desse projeto haverá, no encontro, palestras de profissionais da União Europeia, dos países nórdicos e da Finlândia, e 60 apresentações científicas de alta qualidade de todo o mundo. No desembarque em Estocolmo, os participantes irão até empresas e organizações que trabalham com Telessaúde e Telemedicina para conhecê-las.

Veja a programação completa do evento.

Pesquisa sobre saúde indígena e segurança alimentar será apresentada na Conferência Internacional de Telemedicina e eSaúde este mês

O Laboratório de Telessaúde do Instituto Fernandes Figueira/FIOCRUZ será o único representante latino-americano a fazer uma apresentação oral na 23ª edição da Conferência Internacional de Telemedicina e eSaúde, da Sociedade Internacional de Telemedicina e eSaúde (ISfTeH).

Será sobre o projeto “Grupo de Interesse Especial Tel@ Amazônia: avaliação de Telessaúde para segurança alimentar e nutricional de mães e bebês da floresta”, que tem apoio da Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (SUSAM), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e FIOCRUZ Amazônia (ILMD). O foco da pesquisa é a saúde indígena, segurança alimentar e amamentação, e tem como objetivo oferecer atividades de educação permanente com profissionais de saúde primários e parteiras, além de orientações atualizadas sobre alimentos para gestantes e mães com crianças acompanhadas do serviço de assistência à infância nas áreas indígenas do estado do Amazonas e próximo à fronteira com a Colômbia.

O evento acontecerá entre os dias 15 e 17 de março, a bordo de um cruzeiro que navegará pelo Mar Báltico de Helsinque (Finlândia) até Estocolmo (Suécia), onde os participantes desembarcarão e poderão conhecer empresas e organizações que atuam com Telessaúde e Telemedicina.

Confira a programação.